Intercâmbio traz cultura e gastronomia dos EUA à Etec Santa Ifigênia





Norte-americana Sallie Bookman visitou a escola para ensinar receitas tradicionais, conhecer gastronomia e cultura brasileiras



Sallie Hrapchak Bookman passou a vida em sala de aula. Natural do estado da Pensilvânia, a norte-americana de 65 anos se aposentou como professora de alemão no equivalente ao Ensino Médio dos Estados Unidos. Decidiu, então, se dedicar à paixão pela gastronomia, fazendo cursos de culinária pelo mundo afora.

Foi na Itália que o caminho de Sallie se cruzou com o de Gustavo Castro, professor dos cursos de Gastronomia e Nutrição da Escola Técnica Estadual (Etec) Santa Ifigênia, na Capital. “Nos conhecemos durante um curso da Italian Culinary Institute (Icif), no ano passado. Ganhei essa bolsa de estudos em um concurso do Centro Paula Souza (CPS)”, conta Gustavo.

Encerrado o intercâmbio de 13 semanas, o professor do CPS convidou a colega para passar um tempo no Brasil, conhecendo a gastronomia e a cultura locais. Ela topou e ainda se ofereceu para ensinar suas receitas preferidas aos alunos da Etec.

“Sou muita grata por este convite, está sendo maravilhoso! Nem tinha me dado conta de como me fazia falta estar em meio aos adolescentes”, conta Sally.

A experiência em sala de aula se transportou para a cozinha, e nem o idioma foi barreira para a comunicação. Durante uma semana, Sallie apresentou o cardápio tradicional dos Estados Unidos para os estudantes da segunda série do Ensino Médio Integrado ao Técnico em Gastronomia.

“Amei a Sallie! Ela é muito atenciosa e ensina bem mesmo para quem não tem fluência em inglês. Quando crescer quero ser como ela e sair ensinando culinária brasileira mundo afora”, diz a aluna Dandara Cordeiro, enquanto prepara beterrabas e ovos cozidos para uma conserva Pickled Red Beets and Eggs.

O estudante Matheus Batista seguiu com atenção o passo-a-passo para o típico Chicken Sandwich, feito com filés de frango espessos. Marinados em leite com suco de limão, cebola e alho, os filés depois são empanados em farinha de trigo temperada com páprica e pimenta cayena. A montagem, em pão de hamburguer, com alface, picles e maionese de ervas deixa ainda mais apetitoso. “Foi uma experiência incrível e ficou delicioso!” conta.

Para sobremesa, o cardápio do dia incluiu o Fudge Walnut Brownie Pie, feito com chocolate 70% de cacau, essência de baunilha e nozes picadas. Mas a turma se encantou tanto com o Chocolate Chip Cookies, que a receita com açúcar mascavo e gotas de chocolate foi ao forno mais uma vez.

“É o tipo de experiência que a gente só tem na Etec! Deixa o currículo mais versátil e dá uma motivação a mais para se dedicar ao curso”, diz a aluna Pietra Cris de Souza.

Em retribuição, a turma ensinou à Sallie a receita do tradicional pão de queijo brasileiro, que a norte-americana fez questão de levar para casa. Mas o pagamento pela aula voluntária foi além do que a professora esperava.

“Os estudantes brasileiros me receberam maravilhosamente bem, foram muito doces e gratos, sinceramente, eu não esperava tanto! É a típica ação ganha-ganha em que os jovens têm benefícios e eu ainda mais”, disse.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *